Responsive image
Busque aqui sua transportadora...
Os 10 brutos mais vendidos do Brasil
Nos cinco primeiros meses do ano, as vendas de caminhões aumentaram 51,64% nos primeiros cinco meses do ano se comparar a igual período ano passado. E 10 modelos estão na lista dos mais vendidos no segmento praticamente desde que o ano começou, colaborando para o bom faturamento de suas fabricantes.
Responsive image

O Volvo FH 540 traçado é o mais popular da família por ser dono do motor de maior potência dentro da gama de 13 litros e ser dotado de inteligência embarcada que lhe garantem eficiência. Não por acaso, nesses primeiros cinco meses foram emplacados 2.569 unidades da versão.

Recentemente, a Volvo apresentou a linha 2020 de toda família F e o maior destaque é o que a Volvo batizou de Aceleração Inteligente, ferramenta que controla a intensidade da aceleração conforme a topografia, velocidade e carga transportada. Com isso, por exemplo, quanto mais carregado o veículo estiver numa descida, por exemplo, vai aproveitar a inércia, com velocidade, poupando combustível.

A nova linha 2020 ainda chega com novo turbo de geometria variável, além de componentes como camisas e anéis de menor atrito. Por tudo isso, o novo FH já apresentou em testes com clientes redução de combustível na ordem de 5%.

Além de eficiência, o FH entrega equipamentos que auxiliam na segurança e na performance do condutor ao volante, como I-See sistema que faz a leitura do trajeto onde o veículo passa e no retorno fará o trajeto de modo mais econômico por ter reconhecido o percurso. Os dados da rota ficam arquivados na nuvem e podem ser compartilhados com demais FH da frota.

Outra ferramenta de série é o Driver Coaching que avalia o condutor e por meio de notas apresentadas no painel de instrumentos dá dicas sobre o comportamento do motorista ao volante, aceleração, frenagem, troca de marchas etc.



O Actros é sem dúvida um produto que comprova o quanto a marca da estrela chegou ao seu mainstream como fabricante de pesados. O produto chegou em 2010 ao mercado brasileiro, ainda importado. O que serviu de abertura para uma relação duradoura entre a Mercedes-Benz e os frotistas de pesados Premium. A marca ouviu esse empresário e foi desenvolvendo um caminhão que atendesse às necessidades do transporte nacional. Não por acaso o 2651 6×4 vendeu 1.807 unidades nos cinco primeiros meses de 2019.

O modelo mais vendido da marca e o segundo caminhão mais vendido do Brasil é o topo de linha em motor e configuração de eixo, um traçado para operações com PBTC de até 74 t. O motor OM-460 atrai pela manutenção simplificada – já que compartilha peças com os pesados de entrada da gama Axor, favorecendo em relação aos custos com manutenção, mais convidativos para as empresas.

O OM desenvolve potência de 510 cv a 1.800 rpm e 244 mkgf a 1.100 rpm, que, para atender à norma Proconve P7, utiliza a tecnologia SCR. A transmissão é a G 330-12, automatizada PowerShift de 12 velocidades sem anéis sincronizadores, também produzida pela Mercedes-Benz e comuns aos demais caminhões pesados da marca.

Essa transmissão com inteligência embarcada conta com modos de condução que ajudam na melhor economia de combustível. Modo EcoRoll que coloca a transmissão em neutro de forma segura e controlada e o caminhão segue desenvolto sem gastar combustível (como se fosse uma banguela eletrônica); modo Power que garante força para ultrapassagens e subidas, por exemplo, oferecendo trocas de marchas com rotações mais elevadas, no entanto, caso o motorista tenha feito a ação e a tecla Power ainda estiver acionada, em 10 minuto o sistema desabilita. E por fim, o modo Manobra ajuda o motorista a manobrar dentro dos pátios sem a necessidade de acelerações, resultando em economia.


O novo caminhão da Scania deve chegar ao topo de vendas antes mesmo do que se imagina. O R 450 chegou para substituir o R 440, que foi o líder de vendas da marca em 2018 e em anos antecessores . Bom, fato é que apesar de o modelo herdar só o nome da marca e nomenclatura da cabine, o R 450 em nada se parece com o antecessor, e ainda está 10% mais econômico, conforme já divulgado por clientes que rodam com o veículo desde o início do ano. E por toda essa boa fama, o R 450 está na terceira posição do ranking com 1.679 unidades emplacadas nesses primeiros cinco meses.

O motor de 6 cilindros em linha é de 13 litros e desenvolve potência 450 cv a 1.900 rpm e torque de 240 mkgf de 1.000 a 1.300 rpm. Esse motor ganhou novo sistema de injeção XPI cujo atributo é a injeção de alta pressão, sistema que de forma precisa faz o fornecimento de combustível, sem desperdícios poupando combustível. Por esse sistema o caminhão ficou 8% mais econômico.

A esse propulsor está combinada a nova geração de transmissão Opticruise que possui o sistema lay shaft brake, de freio de eixos, solução que faz diferença quando relacionada à condução e desempenho já que permite a troca de marcha ser feita 0,4 segundos mais dinâmica, ou seja, o tempo de troca caiu pela metade, e isso contribuiu também para que a pressão do turbo fosse mantida. Isso significa que o veículo irá aumentar a velocidade para a próxima marcha com mais torque.

Outra boa nova é que essa atual geração de caminhões, e inclui o R 450, é oferecida com a opção do ADAS (Advanced Driver Assistance Systems) com frenagem de emergência, aviso de saída de faixa e controle de cruzeiro adaptativo.

Reportagem completa http://www.transportabrasil.com.br/2019/06/os-10-brutos-mais-vendidos-do-brasil/
Consulta de transportadora

Maior banco de dados de transportadoras do brasil

Entre em contato e saiba como ter sua transportadora em nosso site

Todos Direitos reservados.... @2019

HOME | CONTATO | QUEM SOMOS | CADASTRE SUA TRANSPORTADORA